Total de visualizações de página

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Projeto - Sala de Leitura


ESPAÇOS – SALA DE LEITURA/SALA DE REGISTRO E OUTROS ESPAÇOS ESCOLARES
I – Denominação do Projeto – Lá vem história...
II – Justificativa: Durante os seis últimos anos, ao elaborar os relatórios individuais de nossos alunos, criamos um campo para sugerir aos pais algumas ações que poderiam auxiliar seus filhos no processo de evolução nas hipóteses da escrita e, consequentemente, na leitura de mundo e sua diversidade. Constatamos que precisávamos aproximar nossa prática da teoria que defendíamos. Ora, se indicávamos à família alguns procedimentos que tínhamos como certos, era preciso incorporá-los a nossa rotina escolar por uma questão de coerência. Neste sentido, definimos ser necessário o investimento na formação docente que pudesse subsidiar a criação de um projeto específico para nossa Sala de Leitura. Contando com o profissionalismo de grande parte dos professores, contratamos duas formadoras para as horas de trabalho coletivo que, através de oficinas durante o ano, nos aproximaram do mundo mágico da contação de história com Edi Fonseca e a necessidade de transformarmo-nos em leitores antes de iniciarmos um trabalho efetivo com nossos alunos, com a formadora Heloisa Ramos. Após alguns encontros, fizemos nossa inscrição junto à Divisão de Orientação Técnica da Diretoria Regional de Educação Freguesia/Brasilândia para  participarmos do Projeto Entorno de incentivo à leitura. Toda esta dedicação veio de encontro aos nossos objetivos e resultou na criação de um projeto permanente para nossa  escola.
III – Período de Realização: Durante todo o ano letivo
IV –Objetivo Geral – Tendo em vista o Quadro de Referência desta Unidade Educacional que prevê o incentivo ao gosto pela leitura e escrita, pretendemos aproximar a criança do universo letrado através de sua participação em práticas sociais de contação e leitura de histórias, bem como de variadas forma de registro.
V – Objetivos Específicos
-          Ampliar o repertório literário;
-          Adquirir comportamentos leitores;
-          Interagir com o livro de maneira prazerosa, reconhecendo-o como fonte de múltiplas informações e entretenimento,
-          compartilhar interpretações;
-          dinamizar o processo de autonomia em relação as escolhas e preferências literárias;
-          ter prazer em escutar a leitura em voz alta;
-          socializar seus conhecimentos com diferentes parceiros dentro e fora da escola;
-          apreciar e interpretar ilustrações e imagens.
VI – Detalhamento das Fases/Etapas
A)Sensibilização  – Reinauguração anual da Sala de Leitura – Preparação de um evento, durante o período de adaptação, que desperte o interesse da criança pelo espaço e que, através dele, entre em contato com os combinados que deverão ser observados durante todas as visitas futuras.
B)Ampliação de Repertório/Resgate
a.     Releitura dos resumos constantes nesta apostila em que são descritas as etapas de cada dinâmica
b.    Reorganizar o acervo de livros de literatura infantil da Biblioteca do Professor (sala dos professores) observando sua classificação inicial: Contos de Fada, Fábulas, Aventuras, Personificação de elementos da Natureza, Personificação de objetos, Fatos do cotidiano, Fatos históricos, Histórias sem texto;
c.     Reorganizar a Sala de Leitura preparando-a para as sessões do “ Tapete literário” e “Dia da Pesquisa”
a)    Sessões de Leitura Compartilhada e seus rituais
b)    Sessões Simultâneas e Procedimentos em relação à leitura de histórias – (antes, durante e depois)
c)    Contação de Histórias;
d)    A Sacola Mágica – Empréstimo de Livros 
e)    Ambiente Alfabetizador
f)     “Tapete Encantado” – exploração do gêneros literários/autores/ilustradores/tipos de ilustração/Tipos de escrita e formatação do texto
g)    O Dono da História – a criança traz um livro de casa e conta a história para seus amigos
h)   h) Procedimentos para o Dia da Pesquisa
c)Envolvimento da Família
-          através de alguns eventos promovidos pela escola como: Dia da Família e Reuniões de Pais e Mestres em que esteja garantida pelo menos uma atividade prática de leitura ou escrita.
-         
empréstimo de livros nos finais de semana ( uma criança, em sistema de rodízio, leva o livro em uma sacola contendo: uma carta explicativa aos pais sobre os procedimentos e regras que envolvem o empréstimo,; um livro escolhido pela criança e um bloco de notas/caderno no qual a criança e família devem registrar o que acharam da experiência/ história.
-          Convite aos pais para serem os “Donos da História” em dia de aula;
d)Produto/Resultado – Espera-se que as crianças adquiram comportamentos leitores e demonstrem interesse e curiosidade pela palavra escrita e falada, reconhecendo a leitura como fonte de prazer e entretenimento, bem como ampliem seu repertório literário e expressem suas preferências.
Considerando a característica do grupo de professores do intermediário em 2012 que, em sua maioria, são optantes pela JBD, as dinâmicas foram dividas por sua complexidade e turnos de trabalho.
VII – Cronograma de Atividades/Experiências: a ser elaborado durante o ano letivo
VIII – Avaliação
O trabalho com projetos prevê a elaboração de alguns instrumentos que subsidiam a avaliação contínua do trabalho do professor e da evolução de nossas crianças.
- Avaliação diária das atividades propostas através do planejamento semanal; 
- Acompanhamento, análise e intervenções na construção do portfólio individual do aluno; 
- Análise e acompanhamento do portfólio virtual do grupo/classe na web; 
- Produções coletivas expostas nos murais e paredes da escola; 
- Elaboração e Intervenções nos relatórios individuais dos alunos.

Nenhum comentário: